domingo, 7 de fevereiro de 2010

Os limites de um culto ao Senhor


"Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajunteis, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação." I Coríntios 14:26

Este é um versículo que a grande maioria das igrejas evangélicas retiraram de suas Bíblias Sagradas e que deveria ser o princípio de qualquer organização de um culto ao Senhor (?). Segundo este versículo, todo culto ao Senhor deve-se respeitar a seguinte ordem:

a) Salmo - É o momento de louvor a Deus (não de apresentações da carne com dançarinas e grandes músicos que só fazem barulho em vez de respeitar a ordem e a descência (v.40). As hinos devem ter letras cristocêntricas, e não antropocentricas como ouvimos, infelizmente, por aí.

b) Doutrina - Momento da leitura e ensino da Palavra do Senhor como ela é. O que vimos é uma exposição de versículos positivos com supostas "profecias positivas" para os que estão presentes, tudo isto para nenhum vidente botar defeito.

c) Revelações - É o momento da manifestação do Espírito Santo com seus dons: o de profetizar para edificar, consolar e exortar (v.3), mas o que vemos é uma bagunça de profecias positivas que só faz a pessoa se sentir bem, sem provocar arrependimento para a salvação. Feito da maneira correta, faz com que a Palavra do Senhor ministrada seja confirmada através deste dom.

d) Língua e interpretação - Segundo o versículo 27, "se alguém falar língua estranha, faça-se isso por dois ou, quando muito, três, e por sua vez, e haja intérprete". Isto seria a ordem e a descência do falar em língua, que é para Deus, e não uma mensagem de Deus para os homens (v.2), coisa do evangelho antropocêntrico que usa até o falar em língua para o seu próprio proveito. Infelizmente nas grandes concentrações gospel, há uma desordenaça neste dom que até me irrita devido ao barulho provocado e também quantos exibicionistas de dons que se acham mais santos porque falam em línguas. Coitados, se eles lessem e praticassem a Bíblia...

Se uma reunião dita cristã não estiver nesta ordem, eu não frequento, pois não está na ordem e na descência como Deus quer (v.40)

No início da igreja cristã (não evangélica, este nome nem existe na Bíblia, é pura invencionice), em Atos dos Apóstolos, as reuniões de culto ao Senhor (e não para o homem) eram feitas em casas, com poucas pessoas; isso fazia com que todos entendiam os ensinos das Escrituras. Não precisavam ir ao templo, porque não viviam mais debaixo da Lei. O templo era o local do sacrifício dos pecados através do sumo-sacerdote, hoje, Jesus é o nosso sumo-sacerdote, portanto, não precisamos mais das práticas da Lei.

Ora, por que muitos "homens de Deus" ainda insistem em contruir grandes templos para um culto ao Senhor? Porque eles são um bando de ultrapassados gospel, que só querem viver na Lei. Querem trazer a Arca da Aliança, devolver o dízimo, fazer inúmeros sacríficios (com dinheiro, é claro), dançar "como Miriã e Davi" e tantas praticas mosaicas que se esquecem o que diz no livro de Gálatas. Neste livro, Paulo fala aos gálatas que não precisa mais praticar a Lei e, se praticar, torna-se trangressor (Gálatas 2:18).

Como resposta, cito I Timóteo 3:2: "porque haverá homens amantes de si mesmo, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos (...)". Então, se estão construindo grandes templos com o dinheiro de pessoas humildes, as quais acreditam que estão dando para Deus, mas só estão enchendo os cofrinhos destes falsos profetas, é por causa da avarência e soberbidade que subiu ao coração destas pessoas. O dinheiro para contribuição é para os necessitados, e não para usar como desculpa de "benção de Deus" para os que contribuem.

Hoje não frequento nenhuma igreja evangélica com medo de me contaminar e participar destes modismos antibíblicos. O Evangelho de Jesus Cristo é tão simples, pra que complicar. Tudo isso é um dos sinais aparentes da volta de nosso Senhor, portanto, devo vigiar para não me contaminar com este fermento.

By Marcia Moreira

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá, paz do senhor. Bom, desculpa incomodar, mas eu tenho certas dúvidas(sou bem jovem e recém convertida)... Eu queria saber sobre o "sábado", porque existem religiões que o guardam, pois é um dos mandamentos(Êxodo:20:8 á 11). Mas, devemos de fato guardá-los? E também sobre o "porco", há versículos que o diz ser impuro para comermos, tocarmos e etc. Ele é de fato impuro? Desculpa mais uma vez, mas é que ainda não tive oportunidade de falar com o meu pastor a respeito. Obrigada : )

Marcia Moreira disse...

Olá.
Antes de Jesus Cristo, os hebreus tinham que observar a Lei descrita nos livros de Êxodo e Levíticos, que incluía a guarda do Sábado. Quando Jesus veio, ele mesmo deixou de cumprir esse mandamento, afirmando o seguinte: "Porque o Filho do homem até do sábado é o Senhor (Mateus 12:8 - leia o texto completo em Mateus 12:1-8). Após a morte, ressuscitação e ascenção de Cristo, a Lei ao pé da letra deixou de ser obrigatória, pois Jesus nos deixou no outros mandamentos que confirmassem a Lei anterior (ver Mateus 5, 6 e 7). Hoje, não somos justificados pelo cumprimento da lei, mas pela nossa fé em Cristo Jesus (Gálatas 2:16; 3:10), e o apóstolo Paulo afirmou que "Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós" (Gálatas 3:13). A lei foi dada antes da vinda do Senhor Jesus e, hoje, não precisamos nos justificar diante do Senhor cumprindo os mandamentos da lei de Moisés, mas pela fé no Filho de Deus. Assim, Paulo também afirma que o cumprimento de toda a lei se cumpre numa só palavra: "Amarás ao teu próximo como a ti mesmo (Gálatas 5:14); ou seja, se você ama o seu próximo, você não mata, não cobiça etc., mas não precisa mais cumprir certas imposições colocadas na lei, como guardar o sábado.
Sobre o porco, aquilo foi um episódio daquele momento específico; não significa que não devemos comer porco porque ele se tornou impuro.

Anônimo disse...

É DEVER DOS IRMÃOS CONGREGAR

Deus edificou o templo e fez congregar o povo (Salmos 147.2).

Deus mandou os santos congregarem pelo fato de terem feito uma aliança com Ele, pelo sacrifício de Cristo (Salmos 50.5).

Deus congregou os dispersos e congregará outros aos que já congregam em Cristo (Isaías 56.8).

Jesus queria ajuntar (congregar) Israel em Jerusalém (Mateus 23.37).

Congregar é uma ideia de Deus (Hebreus 10.25).

Jesus congregava no templo todos os dias (Mateus 26.55, Marcos 14.49, Lucas 19.47 e 21.37).

Paz.

Tainá Caldas disse...

E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,
Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;
Efésios 4:11,12
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, Atos 2:46
Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; Tiago 5:14
Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade. 1 Timóteo 3:15
E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo. Atos 13:1
Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário. 1 Timóteo 5:18
Porque na lei de Moisés está escrito: Não atarás a boca ao boi que trilha o grão. Porventura tem Deus cuidado dos bois? 1 Coríntios 9:9

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...