sábado, 31 de dezembro de 2011

Meu versículo para o Ano Novo


Eu costumo sempre meditar em um versículo (claro, dirigido pelo Espírito Santo) para colocá-lo em prática no ano que virá, mas também, é importante sempre termos a Palavra de Deus como lâmpada para os nossos pés na nossa caminhada rumo ao Céu.

Vejam no que meditei:

"Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé." II Timóteo 4:7
Este capítulo de II Timóteo tem versículos em que Paulo declara sua fé no Senhor Jesus mesmo prevendo a sua própria morte carnal. Este, em especial, declara que o apóstolo, depois que passar por inúmeras lutas na carne e na alma, ele conseguiu manter a sua fé guardada, firme no Senhor.
E e isso que, como cristãos, devemos manter na nossa caminhada: a nossa fé. Mesmo que passarmos por desempregos, doenças, alegrias, aumentos de salários, ou seja, por momentos tanto de alegria e de tristeza, o mais importante de tudo isso é manter a nossa fé no Senhor Jesus Cristo; isso é salvação para a nossa alma.

Portanto, não desejo sucesso na minha vida, mas que, na minha caminhada em 2012 - e em todos os demais anos - quero chegar como Paulo e dizer: Guardei a fé.

Feliz 2012 com fé no Senhor Jesus Cristo.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Evangélicas intitulando-se de gostosas. Totalmente antibíblico


O que já estava podre ficou ainda pior quando me deparei com este blogue pecaminoso (não tenho medo de falar mesmo por causa da Bíblia), no qual são mostradas fotos de evangélicas (crentes mundanas) com seus uniformes evangélicos em poses sensuais. Deixei até um comentário como alerta de que estão pecando contra a Palavra de Deus.

Veja o que diz a Bíblia sobre isso: 

"Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiça já em seu coração cometeu adultério com ela." Mateus 5:28

Uma coisa é se exibir e ser sensual somente para seu marido. Outra é divulgar fotos em um blogue para que muitos homens vejam e começam a "pensar besteira"; daí cometem adultério segundo as palavras de nosso Senhor Jesus Cristo.

Minissaia? Roupa justa? A Bíblia também ensina como a mulher deve se comportar: 

"Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos." I Timóteo 2:9
Temos que ser sal da terra e luz do mundo e não nos conformar com este mundo. Este blogue simplesmente ensina que se o mundo é assim, por que nós, crentes, não podemos ser? Como cristã eu digo: Não, não podemos ser como o mundo quer.

O crente mundano (ou seja, evangélico)



“Porque virá tempo em que não sofrerão a são doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” II Timóteo 4:3-4
Muitos professarão ser cristãos, frequentarão as igrejas e mostrarão que servem a Deus, mas não aceitarão a fé apostólica original do Novo Testamento, nem as exigências bíblicas ordenando que o crente separe-se da injustiça.

A autêntica pregação bíblica de um homem de Deus não mais será aceita por muitas igrejas. Os desviados da verdade desejarão sermões que apresentem um evangelho menos exigente. Já não aceitarão trechos da Palavra de Deus que tratam de arrependimento, pecado, perdição, necessidade da santidade e de separação do mundo.

Os falsos crentes não querem pastores segundo os padrões da Palavra de Deus, mas buscarão os que toleram seus desejos egoístas e mundanos. Escolherão pregadores com dons de oratória, com a habilidade de divertir o povo e com uma mensagem que lhes assegure que é possível ser crente e continuar vivendo segundo a carne.

O Espírito Santo adverte todos que permanecem fiéis a Deus e se submetem a sua Palavra, que lhes aguardam perseguições e sofrimento, por amor à justiça. Além disso, devem separar-se das pessoas, das igrejas e das instituições que negam o poder de Deus para salvação e pregam um evangelho modificado (II Timóteo 3:5; I Timóteo 4:1-2; II Pedro 2:1; Judas 3; Apocalipse 2:24).
(Texto extraído das notas de rodapé da Bíblia de Estudo Pentecostal)

Infelizmente, é o que vimos por aí em inúmeras igrejas evangélicas com placas e "unções" diversas, porém, na realidade, são mundanas e estão a cada dia a um passo do inferno. Não venha me dizer que o evangélico é o dono da verdade que não é! Quem é cristão verdadeiro não aceita ser chamado de evangélico, pois isso é mais uma religião (fábulas, como diz Paulo em II Timóteo).

domingo, 6 de novembro de 2011

O homem carnal e o homem espiritual



As Escrituras dividem todos os seres humanos, em geral, em duas classes:

1.  O homem/mulher natural, denotando a pessoa irregenerada, isto é, governada por seus próprios instintos naturais. Tal pessoa não tem o Espírito Santo, está sob o domínio de Satanás e é escravo da carne com suas paixões. Pertence ao mundo, está em harmonia com ele e rejeita as coisas do Espírito. A pessoa natural não consegue compreender a Deus, nem os seus caminhos; pelo contrário, depende do raciocínio ou emoções humanas.
2.  O homem/mulher espiritual denota a pessoa regenerada, isto é, que tem o Espírito Santo. Essa pessoa tem mentalidade espiritual, conhece os pensamentos de Deus e vive pelo Espírito de Deus. Tal pessoa crê em Jesus Cristo, esforça-se para seguir a orientação do Espírito que nela habita e resiste aos desejos sensuais e ao domínio do pecado.

Como tornar-se um crente espiritual? Aceitando pela fé a salvação em Cristo, a pessoa é regenerada; o Espírito Santo lhe confere uma nova natureza mediante a concessão da vida divina. Essa pessoa nasce de novo, é renovada, torna-se nova criatura e obtém a justiça de Deus mediante a fé em Cristo.

Fonte: Bíblia de Estudo Pentecostal

Base bíblica: II Pedro 1:4, 2:12; Romanos 8:4-17; Efésios 2:3; Tiago 4:4; I Coríntios 2:12-15, 3:1; Gálatas 5:16-26; João 3:3-7.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Profecias positivas sobre o Brasil e a música de Janires


Hoje estava no ônibus a caminho do trabalho e resolvi ouvir algumas músicas clássicas gospel, como o Rebanhão, e lá estava eu ouvindo "Hoje sou feliz", tremendo de um clássico de Janires.

A letra fala da realidade do Brasil que já conhecemos muito bem e, mesmo sabendo disso, o cantor não "profetiza", dizendo que o "Brasil é do Senhor Jesus", que o "Brasil vai mudar pra melhor" ou coisas do gênero. Simplesmente, e biblicamente, Janires fala da esperança que todo o cristão deve ter: que Jesus Cristo breve voltará pra buscar o seu povo. 

Ouvimos muito sobre positivismo gospel pregado nas igrejas evangélicas, a qual afirma, através de profecias furadas, que as coisas vão melhorar e, para isso, deve-se orar, jejuar e declarar que o Brasil é o do Senhor Jesus. Isso é para quem quer ficar aqui na Terra. Eu quero subir, pois sei que as coisas não vão melhorar, não. Basta conferir as palavras do Senhor Jesus em Mateus 24.

A letra é bem simples, fácil de entender e, o mais importante, é bíblica. Não sei por que as pessoas complicam tanto. Ah! Isso é a apostasia que está acontecendo atualmente, que é um dos sinais da vinda do Senhor. Confiram a música e parem pra pensar no que estão cantando:

Hoje sou feliz

Quando criança sonhei, ser Flash Gordon, Super-Homem, Robin Hood, 
ou até um rei de contos de fadas.
Quis ser ídolo de um grupo de rock, ou mocinho num filme de caubói.
Como doeu! 
Ensinaram-me a sonhar, mas desertaram quando um dia acordei.
 
E descobri que moro num país da América do Sul,
cheio de super-homens voando e bebendo de boteco em boteco, 
Que os ídolos seduzem as meninas, 
e os mocinhos e bandidos se matando nas esquinas.
Ah como dói
Saber que não é sonho de criança o que vai pelo país.

(É nesse momento que Janires “deveria” profetizar que o “Brasil é do Senhor Jesus” ou coisa parecida, mas não foi o que aconteceu.)

Mas sei que um dia o Rei, JESUS vai voltar pra buscar o seu povo. E os que foram lavados no seu sangue, vão com ele nas nuvens se encontrar.
Como sou feliz! 
Saber que não é sonho e nem loucura o que a BÍBLIA diz.

Concluindo: é só ter fé na Palavra de Deus pronto e acabou!

domingo, 16 de outubro de 2011

A ciência segundo a Bíblia


Meditando na Palavra de Deus nestes dias, em minha Bíblia de Estudo Pentecostal, encontrei uma nota de rodapé interessante que quero compartilhar aqui neste espaço. Esta nota é referente ao versículo que se encontra em Filipenses 1:9. Vejam:
“E peço isto: que a vossa caridade aumente mais e mais em ciência e em todo o conhecimento.”

Agora, leiam a nota de rodapé que me referi:
“A caridade, se procede de Cristo, deve basear-se na revelação e no conhecimento bíblicos. No NT, ciência significa conhecimento espiritual no coração e não simplesmente no intelecto. Trata-se da revelação de Deus, conhecida e experimentalmente, incluindo a comunhão pessoal com Ele e não um simples conhecimento intelectual de fatos a respeito dEle. Logo, conhecer a Palavra de Deus subentende um conhecimento que se expressa na comunhão, na obediência, na vida e no andar com Deus. Conhecer a verdade teológica deve ter como objetivo o amor a Deus e o livramento do pecado.”
Portanto, o meu único objetivo ao ler e meditar na Palavra de Deus é o meu amor por Deus e o meu desejo de obedecer às escrituras para o meu caminhar aqui na Terra. Devo descartar que isso seja um simples conhecimento teológico para o meu intelecto, pois deve ser espiritual, e não carnal ou natural.

domingo, 2 de outubro de 2011

A violência chegou perto da minha casa



Moro em São Caetano do Sul há muitos anos e, nestas últimas semanas, a violência a que tanto assisto na televisão finalmente chegou perto da minha casa.

Estudei na escola Alcina Dantas Feijão, escola que fica há cinco minutos da minha casa, considerada uma escola modelo e muito rigorosa. Nunca iria imaginar que um menino de 10 anos de idade levasse uma arma na mochila e atirasse em sua professora e, logo em seguida, cometesse suicídio. Acreditava que um dia isso fosse acontecer, mas em uma escola estadual de periferia. Que preconceito!

Outro fato aconteceu na minha rua nesta quinta-feira, exatamente em frente a minha casa. Eram 21:50 e já estava na minha cama. De repente, ouvi um barulho muito forte de freada de um carro e de batidas; nunca tinha ouvido um barulho como esse, me assustou muito. Abri a janela do quarto da minha mãe e vi a cena de um carro de luxo pegando fogo e de dois carros batidos. Era um bandido que acabara de sair da cadeia, vizinho meu, que cresceu na vizinhança, quem roubou o carro. Só sei que os meus vizinhos deram tanta surra nele que quase o mataram, entregando-o à polícia que o prendeu.

Como perceberam, minha vizinhança, em duas semanas, transformou-se no cenário para a violência que tanto presenciava longe de mim. Dou graças a Deus por, a cada dia, Deus me dar livramentos diários quando vou ao trabalho; mesmo assim, não posso deixar de vigiar, pois não sei o que poderá acontecer comigo. Devo estar pronta para me encontrar com Deus a qualquer momento.

Sobre a violência, como cristã, não posso concordar que um bandido apanhe das pessoas e que um menino, que ia para a igreja e participava das atividades da igreja, pegue em uma arma com a intenção maligna de matar alguém. Jesus não queria isso, e Ele disse isso no Sermão da Montanha:
"Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; e ao que quiser pleitear contigo e tirar-te a vestimenta, larga-lhe também a capa; e se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas." Mateus 5:39-41
Sei que o mundo caminha para o fim e jaz no maligno, e devo tomar cuidado para não concordar com toda onda de paz, harmonia entre as pessoas, pois isso é uma chamada para o anticristo. Por isso, minha missão diária é prosseguir para o alvo, mesmo com algumas derrapadas no meio do caminho, mas sei que o meu Senhor Jesus é misericordioso e rico em me perdoar os pecados. Que o Senhor me ajude a estar firme nos seus caminhos eternos e me livre de todo o mal.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Pastor cristão é condenado à pena de morte no Irã por se recusar a mudar de religião


Um pastor que se converteu do islamismo para o cristianismo foi condenado à pena de morte no Irã por recusar voltar à sua antiga religião. As informações são do jornal britânico "Daily Mail".

Youcef Nadarkhani, 34, se recusou a cumprir uma ordem judicial que o obrigava a se converter novamente ao islamismo. A sentença foi proferida por uma corte na província de Gilan, na cidade de Rasht.

O pastor foi detido em outubro de 2009 quando tentava registrar sua igreja na cidade. Youcef começou a questionar a supremacia dos muçulmanos para doutrinar as crianças, e acabou acusado de tentar "evangelizar" muçulmanos e de abandonar o islamismo, o que pode levar à pena de morte no país.

Sua primeira condenação aconteceu em 2010, mas a Suprema Corte do Irã interveio e conseguiu adiar a sentença. Ao ser revisto, o processo resultou na mesma condenação ao fim do sexto dia de audiência, nesta quinta-feira.

No tribunal, o pastor disse que não tinha intenção de voltar ao islamismo, chamando sua crença anterior de "blasfêmia". Agora, a defesa de Youcef tentará novamente recorre à Suprema Corte, pedindo a anulação da pena. O advogado de Youcef, Mohammed Ali Dadkhah acredita que tem 95% de chance de anular a sentença. No entanto, alguns apoiadores temem que a Suprema Corte demore para analisar o pedido e o pastor seja executado nos próximos dias.

O ministro de Relações Exteriores britânico, William Hague, comentou o caso e pediu que o Irã cancele a sentença. "Eu repudio o fato de que Youcef Nadarkhani, um líder cristão, possa ser executado por se recusar a cumprir a ordem da Suprema Corte para que ele se convertesse ao islamismo. Isso demonstra que o regime iraniano continua não respeitando o direito à liberdade religiosa".

O último cristão executado por questões religiosas no Irã foi o pastor da Assembleia de Deus, Hossein Soodmand, em 1990. No entanto, dezenas de iranianos que se converteram ao cristianismo foram misteriosamente assassinados nos últimos anos.

Fonte: UOL


Da blogueira. Este não é o primeiro caso de um cristão condenado à morte por amor a Cristo. Sabemos que o cristão será perseguido mesmo por amor ao nome do Senhor. Agora eu pergunto: não pode acontecer comigo a qualquer momento? Por isso, eu prefiro vigiar, pois não sei se passarei por isso. O mais importante é que a fé no Senhor esteja firme, independente de qualquer situação. Oremos não somente pelo pastor da reportagem, mas também por muitos outros irmãos, verdadeiros cristãos, que padecem por sofrimentos, sendo levados à morte.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Sou solteira, graças a Deus, e não tenho espírito de solteirice!


Há algumas semanas, apareceu na blogosfera gospel um vídeo que mostrava o momento em que uma curandeira gospel orava pelas solteiras acima de trinta anos, repreendendo um “espírito maligno” chamado solteirice. Isso não é nenhuma novidade, pois na igreja em que congregava, havia um “mover” de oração para que houvesse muitos casamentos, como se isso fosse a grande benção na vida de uma pessoa, especialmente da mulher. Puro engano.

Como disse, as pessoas, especialmente as mulheres, se enganam com este tipo de terrorismo psicológico, que pressiona as evangélicas a se casarem de forma relâmpago, sem conhecer direito o “varão”, caindo numa armadilha de Satanás.

Um outro problema que vejo é que, pregando este tipo de terrorismo, totalmente fora da Palavra de Deus, esses curandeiros gospel se esquecem do principal: o evangelho de Cristo. O mais importante é ter Cristo em sua vida, independente de ser solteiro ou casado. A pessoa que tem Jesus Cristo em sua vida é totalmente realizada.

Esses curandeiros, como disse,  negligenciam a Palavra de Deus, criando um preconceito contra as solteiras. Veja o que diz os versículos 33, 34, 37 e 38 do capítulo 7 de I Coríntios sobre a vida de solteiro e de casado:

Há diferença entre a mulher casada e a virgem. A solteira cuida das coisas do Senhor para ser santa, tanto no corpo como no espírito; porém, a casada cuida das coisas do mundo, em como há de agradar ao marido. (...) Todavia o que está firme em seu coração, não tendo necessidade, mas com poder sobre a sua própria vontade, se resolveu no seu coração guardar a sua virgem, faz bem. De sorte, o que a dá em casamento faz bem; mas o que não a dá em casamento faz melhor.

Se a Bíblia não condena a condição de solteira, como tais pessoas afirmam que existe um espírito maligno que faz com que a pessoa fique “solteirona”. Isso é coisa do mundo, é maligno!

Sou solteira, tenho 36 anos de idade e digo que sou a pessoa mais realizada do mundo, pois tenho Cristo em minha vida. Se fosse evangélica, os curandeiros gospel afirmariam que eu estava possuída por um demônio de solteirice e iriam fazer lavagem cerebral em mim com palavras terroristas, o que me deixaria totalmente perturbada e amargurada. Graças a Deus sou livre disso.

Hã, devo acrescentar que, enquanto estava com o meu coração em paz, o meu “varão” veio por meio de um telefonema há mais de dois anos e hoje temos planos de casamento, talvez, se Deus quiser, no ano que vem,  sem pressa de um casamento relâmpago, mas esperando a direção do Senhor em tudo.

Para quem é solteira, não digo para esperarem no Senhor um “varão”, mas para cuidarem de suas vidas espirituais que é mais importante que um casamento relâmpago com uma pessoa que, muitas vezes, pode ser o maior sofrimento de suas vidas. A realização pessoal não é ser casada, mas também ser solteira com Cristo dirigindo sua vida. Vigiai e orai.

domingo, 21 de agosto de 2011

Sinceridade diante do Senhor, pois somos fracos e dependentes de Deus




“E ele disse: Tenho sido mui zeloso pelo Senhor, Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram o teu concerto, derribaram os teus altares e mataram os teus profetas à espada; e eu fiquei só, e buscam a minha vida para ma tirarem.” I Reis 19:10
Hoje teve mais um culto doméstico na minha casa e, como sempre foi uma benção, só não teve labaredas de fogo como nos cultos evangélicos (rrrrr).

Bom, o versículo acima é de uma passagem em que Elias, após a destruição dos profetas de Baal, foi ameaçado pela víbora da rainha Jezabel. Com isso, resolveu fugir e se esconder em uma caverna.

Nas pregações pentecostais por aí, pegam este exemplo de Elias e pregam para não ser como ele, mas corajoso e cheio de fé para ter bens materiais e ser tremendamente “abençoado”. O curioso é que esses pregadores da fé se esquecem de que o profeta também era de carne; por isso teve sabedoria em se esconder na caverna.

Devemos nos colocar no lugar de Elias. Imagina a situação: mataram todos os homens de Deus (profetas) de Israel; o profeta estava sozinho (não tinha nem uma esposa para ser confortado) e ainda queriam a sua cabeça! É pra ter medo, sim.

Se Elias tivesse cometido um tremendo pecado, não acham que Deus deveria ter se afastado dele? Mas não foi isso que aconteceu. O Senhor dialogou com o profeta, fazendo com que ele se abrisse com Deus, como podemos ver no versículo de abertura desta postagem. E assim, Deus, com tamanha misericórdia, o livrou das mãos de Jezabel, preparou um substituto (Eliseu) e ainda foi arrebatado! Que benção.

Acredito que os cristãos deveriam ser sinceros com o Senhor: durante a oração, ser franco com Deus e contar verdadeiramente as suas fraquezas, pois Deus é rico em misericórdia para perdoar os nossos pecados e nos dar forças para não cairmos novamente. Foi o que fez com Elias.

Portanto, não devemos “condenar” o profeta Elias pelo seu momento de fraqueza, mas tomar como exemplo de vida cristã e sermos totalmente sinceros com Deus, pois Ele não nos desamparará por sermos fracos e pecadores. Devemos ter cuidado em acharmos que somos poderosos, mas devemos ser humildes na presença do Senhor.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Tribulação que me fez lembrar do meu foco: a minha salvação


Há algumas semanas, passei por uma tribulação na minha saúde.

Por algum motivo que não sei qual, tive uma infecção terrível que me dificultava a andar e até a fazer as minhas necessidades fisiológicas (não é pra rir, pois a coisa foi muito séria).  Veio muita dor, e achei que estava passando por uma enfermidade terrível.

Fui ao pronto-socorro, onde a médica me indicou dois anti-inflamatórios. Com o uso durante uma semana, veio uma reação alérgica terrível, causando ainda mais dor.

Como cristã, fiz a minha parte: orei, clamei ao Senhor que me curasse e me livrasse desse mal, pedindo a sua direção. No final do tratamento com os remédios, as dores foram diminuindo, consultei-me com a minha médica particular que me receitou um cicatrizante. Hoje estou praticamente curada, fazendo as minhas necessidades fisiológicas sem dor, graças a Deus, e ainda fiquei mais sensível à dor dos outros, pois sei o que é passar por uma enfermidade horrível.

Preocupei-me tanto com a minha saúde que me esqueci de algo ainda mais importante: da minha salvação. Se fosse da vontade do Senhor, estaria partindo deste mundo para me encontrar com o Senhor, mas não foi isso que aconteceu.

A tribulação não veio à toa, pois fez com que me lembrasse do meu foco principal: a preservação da minha salvação. Por isso, não posso me esquecer da Palavra do Senhor, com versículos de suma importância para a conservação da minha alma para Cristo. Também não posso me apegar às coisas materiais daqui da Terra, pois o Senhor pode me chamar a qualquer momento.

Então, não digo só para mim, mas também a todos que estão lendo esta postagem: que não deixem a lamparina se apagar e tenham sempre azeite para mantê-la acesa, independente de passar por uma tribulação ou por uma conquista.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Mais um niver de vida



Pela misericórdia do Senhor, completo mais um ano de vida. Não quero uma palavra de vitória, nem uma palavra profética, muito menos prosperidade financeira. A única coisa que peço é que eu não perca o foco no Senhor. Quanto às demais coisas, bom, elas serão acrescentadas. 


domingo, 24 de julho de 2011

Fanatismo e direção de Deus


Estive meditando sobre fanatismo e direção de Deus, coisas totalmente diferentes, mas que, infelizmente, muitos seguem o caminho do primeiro em vez de deixar Deus direcionar as nossas vidas.

Um exemplo disso é sobre a morte prematura de uma estrela em ascensão na década de 1930 chamada Jean Harlow. Confesso que admiro muito a atuação desta jovem atriz, que morreu de insuficiência renal devido aos maus tratos causados pelo marido. Era uma morte que poderia ter sido evitada se sua mãe, uma fanática religiosa, não tivesse levado Jean ao médico a tempo.

Um outro exemplo é o da minha prima que descobriu que sua filhinha tinha nascido com problemas nas pernas, recebendo o conselho médico para usar talas para que, com o tempo, as pernas ficassem boas e pudesse andar. Mas ela decidiu esperar pelo "milagre que vem de Céu", e hoje, a minha priminha continua com as pernas debilitadas, sem condições de andar. Será que a direção de Deus não seria seguir os conselhos médicos?

Agora, um exemplo de seguir a direção de Deus. Neste final de semana, estava com uma dor horrível e descobri um pequeno inchaço. Comecei a orar, pedindo a Deus que me curasse. Então, tive febre e percebi que a solução era ir ao pronto-socorro. Fui com a minha mãe, relatei tudo para a médica e o resultado foi um furúnculo. Recebi a receita médica, fui à farmácia (gastei R$ 56,00!) e, agora, estou bem melhor, graças a Deus. Isso não é direção de Deus?

Acredito as pessoas relacionam direção de Deus com "milagre que vem do alto", sem auxílio dos homens, querendo desafiar a medicina. Ora, se temos os médicos para nos ajudarem, por que será que muitos não acreditam que a direção de Deus é procurá-los? Paulo, o imitador de Cristo, quando escreveu uma carta a Timóteo, aconselhou o amigo, que estava mau do estômago, a tomar vinho, não a orar sem cessar para receber o milagre. Deus nos direciona de muitas formas, é só ter discernimento e não ser fanático religioso.


Será que temos mais uma ovelha pensante?

“Acreditei em coisas que não estavam na Bíblia.”

“Como é bom não pertencer a nenhuma denominação.”

Carol Celico, esposa do jogador de futebol, Kaká, ex-membra da Renascer.







Pérola do ex-presidente o qual deveria pensar antes de falar

"Bobagem, essa coisa que inventaram que os pobres vão ganhar o reino dos céus. Nós queremos o reino agora, aqui na Terra. Para nós inventaram um slogan que tudo tá no futuro. É mais fácil um camelo passar no fundo de uma agulha do que um rico ir para o céu. O rico já está no céu, aqui. Porque um cara que levanta de manhã todo o dia, come do bom e do melhor, viaja para onde quer, janta do bom e do melhor, passeia, esse já está no céu."

Luíz Inácio Lula da Silva, ex-presidente do Brasil, contradizendo com as palavras do Senhor Jesus. Infelizmente, ele não sabe o que é ser salvo e ter a paz do Senhor, que é muito melhor que obter toda a riqueza aqui na terra. O ex-presidente foi muito infeliz com suas palavras.


domingo, 17 de julho de 2011

O que é temer a Deus




“O temor do Senhor é o princípio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.” Provérbios 1:7


“Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal.” Provérbios 3:7


“De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo homem.” Eclesiastes 12:13
Nestes dias, estive meditando no valor de temer a Deus. Acredito que, em poucas palavras, direi tudo.

No meu trabalho, quando me dão algo para fazer, oro antes e peço a direção de Deus para executar tal trabalho para a Glória de Deus. Não quero me destacar dentre os demais funcionários, só quero realizar o trabalho de acordo com a direção e vontade de Deus, errando ou acertando. Isso é temer a Deus.

No ônibus, respeitando quem está ao meu lado quando estou de pé, ou sentada, ou cedendo o meu lugar quando alguém realmente precisa se sentar. Isso é temer a Deus.

Em minha casa, quando ninguém na rua está me observando, respeitar os que moram lá, não ter prazer com certos programas de televisão ou coisas parecidas. Isso é temer a Deus.

Como puderam ver, citei alguns exemplos da vida diária de como devemos temer a Deus. Percebem que não disse para fazer a “obra do Senhor” dentro da igreja em que congregamos. Muitas vezes, lá é o lugar em que não se vê o legítimo temor a Deus, devido a muita competição por cargos, em aparecer etc. Mesmo conhecedores da Palavra, a carne fala mais alto e não está mortificada pelo Espírito Santo na maioria dos “irmãos”.

Acredito que temer a Deus se resume nos versículos acima, além de outros existentes na Palavra de Deus. Uma coisa eu posso afirmar: temer a Deus é paz para as nossas almas, mesmo que o mundo fique contra nós (este mundo jaz no maligno mesmo; somos apenas peregrinos). Quem teme a Deus automaticamente guarda os Seus mandamentos e não se mistura e tem prazer com a iniquidade, mesmo que ela esteja dentro da denominação em que congregamos. Mesmo que outros não temam a Deus, devemos fazer a nossa parte, porque cada um dará conta de sim mesmo diante do Senhor (Romanos 14:12).

domingo, 10 de julho de 2011

Resistindo a tentações, como Jesus


"Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo; e, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães. Ele, porém, respondendo, disse: Estás escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. Então, o diabo o transportou à Cidade Santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo, e disse-lhes: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito, e tomar-te-ão nas mãos, para que nunca tropeces em alguma pedra. Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus. Novamente, o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então, disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás. Então, o diabo o deixou; e eis que chegaram os anjos e o serviram." Mateus 4
No domingo passado, como disse na última postagem, houve culto na minha casa em que meditamos especificamente nesse pequeno capítulo do evangelho de Mateus, que trata da tentação que Jesus Cristo sofreu frente a frente com o inimigo de nossas almas, o diabo.

Percebam que essas tentações não são nenhuma novidade para nós, pois somos tentados com coisas assim ou semelhantes. Na primeira, Jesus foi tentado não pela fome, mas em mostrar o poder que vem de Deus antes do tempo, prosseguindo para uma futura soberba por ser o "Filho de Deus"; Jesus resistiu por conhecer e praticar a Palavra de Deus. A mesma coisa foi com as outras duas tentações: uma para demonstrar que pode ir atrás do perigo que o Senhor iria protegê-lo e a segunda, com o pecado da soberba e ganância, mas que, para ter tudo o que deseja seu coração, deveria se prostrar e adorar ao inimigo; Jesus também resistiu pela Palavra do Senhor.

O que nós podemos aprender com isso? Se Jesus sofreu com essas tentações, será que nós, reles mortais, não sofreremos também? A diferença foi que Jesus, por conhecer e ter discernimento na Palavra do Senhor, conseguiu resistir às tentações de Satanás. Observem que Jesus disse “Vai-te, Satanás” sem dó, temendo mais ao Senhor do que pela sua própria carne; Ele agiu da mesma maneira com Pedro, quando este O interrogou sobre a sua morte.

Sabemos que o mundo caminha cada dia para sua própria destruição, pois têm chegado os finais dos tempos, e as tentações tendem a ser cada vez piores. Por isso, é recomendado termos um ótimo conhecimento bíblico, ser cheios do Espírito Santo, ter vida de oração e temor a Deus para resistirmos ao Diabo todos os dias de nossas vidas, assim como Jesus Cristo resistiu. A nossa carne não gostará nada disso: sentiremos muitas dores no corpo e na alma. Mas o resultado é a nossa coroa celestial que nos aguarda e a garantia de que Deus cuida de nós e de que o diabo fugirá de nós quando nós o resistirmos (Tiago 4:7).

sábado, 9 de julho de 2011

Os nomes serão riscados do livro da vida, sim





"O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai." Apocalipse 3:5
Domingo passado, teve culto aqui na minha casa e, como sempre, foi uma benção. Louvamos a Deus com cânticos, oramos e meditamos na palavra do Senhor, em especial, no versículo exposto acima.

Quando aceitamos a Jesus Cristo como Senhor e Salvador, os nossos nomes serão escritos no livro da vida, mas, de acordo com esse versículo, caso não vercermos nesta vida, ou seja, não andar continuamente nos caminhos do Senhor, pecar deliberadamente sem pedir perdão a Deus pelos pecados, praticar as obras da carne sem temer ao Senhor, os nossos nomes serão riscados do livro da vida.

Há quem afirme que uma vez escrito no livro da vida jamais terá o nome riscado. Mentira! Será riscado sim, caso não seja um cristão verdadeiro.

Só posso concluir uma coisa: devo cuidar das minhas vestes para que estejam constantemente limpas e não aceitar a mentira de que o meu nome não será mais riscado do livro da vida. Quem acredita nisso, pode ficar despercebido com o arrebatamento; quando perceber, os fiéis já subiram, e quem acreditou na mentira, ficou.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Sobre a marcha para Jesus


Lembro-me da minha primeira marcha pra Jesus realizada em junho de 1993. Fui com meus dois irmãos e mais três amigos da igreja. Nesse dia, era a final do campeonato paulista – Corinthians e Palmeiras (vitória do meu verdão!!!).

Na época, acreditava que a marcha era realmente pra Jesus, mas o tempo passou, a maturidade cristã veio e hoje percebo que, nessa reunião, encontram-se pessoas simpatizantes de Jesus, que não são verdadeiros cristãos, devido à bagunça que se formou (desde a primeira marcha), a politicagem, a falta de vergonha na cara dos homens ditos de Deus, porém corruptos (de Deus não se zomba), a mistura com mundo (amizade com o mundo e inimizade com Deus) etc.

Os simpatizantes de Jesus são os evangélicos fanáticos que vemos hoje, que fazem campanha para atingir seus egos, buscam as riquezas deste mundo, levam o mundo para suas igrejas, aceitam modismos que não estão na Bíblia, imitam trejeitos de centros de umbanda (vai me dizer que rodopiar feito pião é do Espírito Santo!) dentre muitos absurdos que vários blogues andam postando. São meros simpatizantes de Sua obra, mas sem nenhuma prática cristã.

Os verdadeiros cristãos, os que negam a si mesmo, os que odeiam o mundo e amam a verdade de Cristo não se misturam em uma marcha para simpatizantes. Pelo contrário, se afastam desse tipo de coisa e continuam a prosseguir para o alvo e a guardar a Palavra do Senhor para ser um vencedor na hora em que for se encontrar com Deus.

Agora, sabendo de tudo isso, para qual Jesus esses evangélicos estão marchando, pois o Senhor Jesus – o verdadeiro – afirmou que nos finais dos tempos haveria muitos cristos.

Não quero ser simpatizante de Jesus, mas uma seguidora e guardadora de Sua Palavra.











domingo, 26 de junho de 2011

Bagunça na igreja e na escola pública: tudo a ver


Estou lendo um livro sobre como tratar a variação linguística na escola e uma coisa me chamou a atenção: descobri como a educação pública se transformou em um caos e o que isso tem a ver com a igreja evangélica hoje.

Tudo começou no início da década de 1960. Até aí, só quem frequentava a escola pública era os mais ricos e abastados e, lá, só se ensinava a norma culta da língua portuguesa, as regras gramaticais que temos hoje. Ou seja, a escola ostentava um bom rigor na educação, e os alunos tiveram que se adaptar com isso, senão, não prosseguiriam com seus estudos.

A partir dessa década, os mais pobres, que começavam a ter um lugar nas cidades urbanas por meio de favelas, queriam que seus filhos frequentassem a mesma escola pública dos ricos. O problema é que esses alunos mais pobres não falavam a “mesma língua” dos mais ricos, apresentando uma variação linguística que a escola não soube tratar. Conclusão: esses novos alunos não “aceitaram” essa norma culta, fazendo com que a escola não tivesse postura em se manter a sua crença rígida. Hoje, temos salas superlotadas, alunos de diversas famílias, perfeitas ou não, com a violência tomando conta das escolas, e a profissão do professor cada vez mais superdesvalorizada. A liderança da educação sumiu para se adaptar à bagunça.

Bom, o que isso tem a ver com a igreja evangélica? Bem antes desse movimento pentecostal barulhento que temos visto hoje, antigamente, tinha-se um rigor no ensino do verdadeiro evangelho. O problema é que começou a entrar um grande número de pessoas que não aceitavam a rigidez da Palavra de Deus, fazendo com a igreja se adaptasse a esses novos membros, o que virou uma tremenda bagunça. É festa junina para arrecadar dinheiro, é marcha para simpatizantes de Deus (não dos verdadeiros que se negam e carregam a sua cruz), são várias tribos evangélicas dentre outros absurdos. Onde está a postura da liderança em amar a Palavra de Deus em vez do mundo?

Por isso que, por mais que sinta falta de uma “congregar” em uma igreja, jamais aprovo a bagunça que está nas igrejas hoje. Algo que deveria simples, de acordo com as escrituras, se transformou em um estresse marqueteiro, na preocupação com quantidade no lugar da qualidade espiritual dos membros. Como cristã, devo seguir ao mandamento do Senhor: fugir, prosseguir para o alvo, olhar para o autor e consumador da fé.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

O que fizeram com a Santa Ceia



Acreditem se quiser. A foto acima é de uma Santa Ceia (?) realizada em uma igreja evangélica, que diz ter conhecimento do que é isso. Francamente, com essa bagunça, acredito que não.


Os evangélicos têm feito da Santa Ceia uma reunião em que participam pessoas egoístas e avarentas com o intuito receberem "poder que vem do alto" e ter "uma semana de vitória". Os próprios líderes dizem que a pessoa receberá esse poder será muito abençoada por Ele através da Santa Ceia, ou seja, algo que era para ser simples transformou-se em uma reunião mística com até nomes como Santa Ceia do Poder, Santa Ceia da Vitória etc. Sabendo disso, por que será somente em uma reunião como essa, de preferência, o primeiro domingo do mês, a igreja fica cheia?
Para os que interpretam a Bíblia erroneamente, a Santa Ceia não tem baderna, de acordo como o que diz as Escrituras. Veja o que Jesus Cristo disse como deve ser o nosso comportamento em uma Santa Ceia em Lucas 22:17-20: 
"E, tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós; porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Deus. E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós."
Paulo, o imitador de Cristo, ratificou as palavras de Jesus Cristo em sua primeira carta aos coríntios (I Coríntios 11:23-26):
"Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; e, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha."
O apóstolo ainda acrescentou o real motivo dessa reunião: anunciar a morte do Senhor até que Ele venha. Ou seja, a Santa Ceia não é momento de baderna e de receber mais benção de Deus (O Senhor já enviou seu Filho, o que é que vou querer mais dEle?). É um momento de reflexão de quem realmente somos - vis pecadores - e de trazer à memória o sacrifício de Jesus pelos nossos pecados. Então, a congregação deveria estar em silêncio e reverência diante do Senhor, pois é um momento muito sério.


Portanto, deixei de frequentar essas reuniões ditas Santa Ceia porque em nada leva a pessoa a refletir em seus pecados e lembrar-se de como foi sacrificável a morte de Jesus Cristo pelos nosso pecados. Prefiro uma reunião silenciosa, de preferência, com poucas pessoas. Isso sim é uma Santa Ceia do Senhor, e devemos agir assim até a sua volta.


sexta-feira, 17 de junho de 2011

Folga na semana que vem


Na semana que vem, teremos mais um feriado, desta vez de Corpus Christi (ou "Porcos tristes", há algum tempo, tive que aguentar, né!) e recebi a sexta-feira de folga no meu trabalho. Então, só acordarei cedo até quarta-feira.

Quero muiiiiiiiiiiiito descansar nessa folga, mas terei que preparar meu projeto de TCC até o dia 30 desse mês e percebi que será bem trabalhaso redigir dez simples páginas sobre o que os passos da minha pesquisa.

Faz um tempo que não vou ao cinema e, por isso, vou aproveitar a ocasião para uma ida ao shopping e comer a deliciosa pipoca do Cinemark.

Também pretendo organizar minha vida de oração e leitura da Bíblia. Quando não trabalhava em tempo integral, tinha hora certa para orar e ler a Bíblia. Agora, com essa vida corrida... Não gosto dessa situação desorganizada. Às vezes, pelo fato de acordar cedo, não consigo ler nada de manhã, nem à noite quando volto do trabalho, pois passo, praticamente, o dia inteiro lendo e corrigindo textos, o que me cansa à vista e a cabeça.

Esta foi a profissão que escolhi, revisora de textos, e confesso que ando meio cansada de tantas leituras no trabalho e poucas na vida pessoal. Mas não posso negar que tudo isso é direção do Senhor na minha vida. Por isso, dou sempre graças a Deus pelo fato de estar trabalhando e ter um salário mensal todo final do mês, pois o Senhor supre todas as minhas necessidades.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Dia dos Namorados: The shop around the corner e You've got mail


Para lembrar e comemorar o Dia dos Namorados, nada como uma boa comédia romântica. Pode passar gerações, mas a minha favorita é You've got mail, mais conhecida como Mensagem pra você, de 1998, com Tom Hanks e Meg Ryan.

Passados alguns anos depois que assisti pela primeira vez, descobri que a história é uma refilmagem de um filme de 1940 estrelado James Stewart e Margaret Sullavan, The shop around the corner, sem mudar a história, apenas adaptando-a para os dias de hoje. Engraçado que o título do filme de 1940 é justamente o nome da loja da personagem de Meg!

Toda vez que passa um repeteco, quando tenho tempo, não perco de jeito nenhum. É uma comédia deliciosa de se assistir.

Abaixo está um vídeo com as duas cenas dos filmes em que os persoangens se encontram no café para se "conhecerem" após tantas correspondências - e e-mails.


VuuTV - Watch Video
 
http://youtu.be/WQIjcZLLsug




domingo, 5 de junho de 2011

Sabedoria deste mundo, pra quê?


Estou no final da minha pós-graduação, graças a Deus, lembrando que foi o Senhor quem me abençoou com este presente. Agora, estou organizando as minhas ideias para o meu trabalho de TCC, o que está sendo algo bem desgastante para a minha mente e corpo.

No entanto, quero compartilhar algo que meditei sobre isso. Pretendo trabalhar com variação linguística na dublagem brasileira, o que me fez organizar uma bibliografia sobre o assunto. São vários estudos e pensamentos a respeito disso, e isso faz com que alguns se revoltassem sobre variação linguística (como a que aconteceu nesses meses anteriores sobre um livro didático que trata sobre preconceito linguistico).

Mas eu preciso tomar cuidado para não ficar maluca e me apegar a tudo isso, pois essa sabedoria é passageira. Meditando nisso, lembrei-me de um versículo (aliás, dois) em I Coríntios 3:19-20:
 "Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia. E outra vez: O Senhor conhece os pensamentos dos sábios, que são vãos."
É bom ter conhecimentos e devo honrar a Deus com este trabalho de TCC, porém preciso tomar cuidado para não me apegar a tantos pensamentos ditos sábios, pois isso não me levará ao Céu; estarei amando mais o presente século se prosseguir nesse caminho.

Portanto, o que eu digo, segundo a Palavra, é que todos esses conhecimentos são inúteis diante do Senhor, mas é bom ser inteligente e saber lidar com tudo isso, sem afastar a Palavra de Deus na minha vida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...